Defensoria Pública do estado de Amapá abre 40 vagas imediatas

9
264

Saiu o edital para o concurso DPE AP Defensor – Defensor Público do Estado do Amapá.

Este será o primeiro concurso para DPE AP Defensor, que teve sua autorização em agosto de 2017. Agora, depois de passadas as etapas de formação de comissão e regulamentação, foi divulgado o edital.

Confira o resumo:

 

Banca Organizadora

A FCC – Fundação Carlos Chagas será a banca responsável pela organização do primeiro concurso DPE AP Defensor.

 

Vagas

Estão previstas provimento imediato de 40 vagas, mas também haverá formação de cadastro de reserva (CR) no certame.

 

Inscrições

O período de inscrição se inicia no dia 8 de janeiro de 2018, às 10h00, com término previsto para o dia 7 de fevereiro de 2018, às 14h, sempre considerando horário de Brasília.

As inscrições deverão ser feitas no site da FCC.

 

Taxa de Inscrição

O valor cobrado a título de inscrição para participar do primeiro concurso de Defensor Público Estadual do Estado do Amapá é de R$ 260,00.

 

Salário

A remuneração inicial é de R$ 13.280,00.

 

As avaliações

As avaliações serão em várias fases:

  1. Prova objetiva (eliminatória e classificatória) – 11 de março
  2. Prova prática 1 (eliminatória e classificatória) – 5 de maio
  3. Prova prática 2 (eliminatória e classificatória) – 6 de maio
  4. Prova oral (eliminatória e classificatória) – entre os dias 3 e 5 de agosto
  5. Avaliação de títulos

 

Requisitos mínimos para concorrer ao cargo

Veja os principais:

  • Ser brasileiro ou ter nacionalidade portuguesa conforme especifica a Constituição Federal
  • Ser bacharel em Direito
  • Estar quite com as obrigações militares, no caso de candidato homem
  • Estar quite com as obrigações eleitorais
  • Não possuir antecedentes criminais, tampouco condenações que impossibilitem ocupar o cargo, que seja incompatível com as funções que serão desempenhadas
  • Não possuir condenação junto ao órgão de classe (OAB) quando em exercício profissional
  • Não ter sido condenado administrativamente ou em ação judicial de improbidade administrativa
  • Comprovar ao mínimo 2 anos de atividade profissional na área antes da posse

Dentre outros requisitos constantes no edital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here